RSS Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari - Codevat Notícias de Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari - Codevat Sat, 30 May 2020 00:33:37 -0300 Sat, 30 May 2020 00:33:37 -0300 Zend_Feed_Writer 1.12.11 (http://framework.zend.com) http://codevat.org.br/rss Entidades encaminham ofício à Secretaria de Saúde do RS Wed, 20 May 2020 12:17:53 -0300 http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/296/?entidades-encaminham-oficio-a-secretaria-de-saude-do-rs.html http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/296/?entidades-encaminham-oficio-a-secretaria-de-saude-do-rs.html
A Associação dos Municípios do Vale do Taquari - AMVAT, a Câmara de Indústria,
Comércio e Serviços do Vale do Taquari - CIC/VT e o Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari - CODEVAT, vem por meio deste destacar seu estranhamento pela não alteração metodológica proposta pela região e aceita pela senhora Secretária, no que tange o número de confirmações de casos Covid-19.

Salientamos nossa concordância com a metodologia inovadora das bandeiras e de distanciamento controlado efetivado pelo Estado do Rio Grande do Sul, no entanto, entendemos e isso já ficou esclarecido com a Secretaria da Saúde do Estado, que os critérios de número de casos confirmados de Covid-19 não devem considerar aqueles confirmados e que não necessitam dos serviços de saúde.

Nestas condições, quando da reunião regional com a senhora Secretária na última quinta-feira, dia 14/05, tínhamos clareza que já naquele final de semana, o referido critério seria alterado.

Para nossa surpresa isso não ocorreu e pedimos encarecidamente que este aceite de
mudança de critério seja efetivado nesta semana, para haver uma unicidade nas comparações entre as regiões do Estado.

Contamos que a revisão de bandeiras desta semana, que acontece no sábado, dia 23/05, já leve em consideração essa mudança metodológica, sob pena de desestimular a testagem populacional.

Agradecemos e permanecemos a disposição!]]>
Comitê de Entidades do Vale solicita ao Sicredi abertura de linhas de crédito para empresas Sat, 09 May 2020 13:03:15 -0300 http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/295/?comite-de-entidades-do-vale-solicita-ao-sicredi-abertura-de-linhas-de-credito-para-empresas.html http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/295/?comite-de-entidades-do-vale-solicita-ao-sicredi-abertura-de-linhas-de-credito-para-empresas.html
O Comitê de Entidades, órgão formado por oito (8) instituições e Cooperativas do Vale do Taquari, relacionadas a seguir, Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari – CIC Vale do Taquari, Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales), Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat) ,16a Coordenadoria Regional de Saúde, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e Cooperativas Dália Alimentos e Languiru. O grupo conta com milhares de empresas, trabalhadores, autônomos, informais e produtores rurais associados.

O Comitê de Entidades visa buscar alternativas para minimizar a crise econômica causada pela pandemia da Covid-19. O elevado grau de incertezas neste momento tem gerado desestabilização do mercado e no caso das empresas, problemas de faturamento e, por consequência, de liquidez dos negócios.

Ao Senhor
Adilson Carlos Metz
Presidente Sicredi Integração RS/MG

Considerando a redução dos negócios, as empresas necessitaram prover desencaixes financeiros para cumprir com dívidas previamente assumidas, para manter o funcionalismo e até mesmo para pagar férias do quadro de pessoal. Corrobora com essa perspectiva o levantamento semanal do Sebrae (Monitoramento dos Pequenos Negócios na Crise, Semana 3 de 19 a 25 de abril) apontou que para 66% dos empresários a principal necessidade neste momento é a busca por capital de giro. A pesquisa constatou ainda que 89% dos negócios tiveram queda no faturamento com uma redução que pode chegar a 64%.

O governo adotou medidas para ampliar os recursos disponíveis para empréstimos nos bancos. Porém, cabe ressaltar que mesmo com essas ações ficou mais difícil conseguir empréstimos, independentemente do tamanho ou do setor, a reclamação é de que os juros estão elevados, tendo em vista as condições de mercado.

Com a dificuldade de acesso às linhas de crédito, as empresas estão perdendo o “folêgo”. O Comitê de Entidades solicita que as Cooperativas de crédito e bancos oficiais contribuam nesse momento, oferecendo taxas inferiores às cobradas nas transações tradicionais, para isso, o Tesouro poderia arcar com o risco da operação. Em virtude do momento, o prazo para reposição também deve ser flexibilizado, para facilitar a retomada dos negócios. Pedimos ainda maior proatividade, para comunicar, mesmo que seja via Comitê, quais as melhores taxas disponíveis.
A nossa preocupação se justifica visto que a região de Lajeado foi classificada pelo Governo do Estado com a bandeira vermelha, que representa alto risco de contaminação por coronavírus no RS e ao que tudo indica, isso fará com que nos mantenhamos mais tempo com baixa atividade econômica.

Por certo esperamos que o Senhor dará a atenção que o assunto merece e quanto à adoção do que aqui se sugere.

Atenciosamente,
Comitê de Entidades

CIC Vale do Taquari
Amturvales
Amvat
Codevat
Sebrae
16a Coordenadora Regional de Saúde
Cooperativas Dália e Languiru]]>
Codevat e entidades divulgam nota em manifestação ao fechamento da BRF Sat, 09 May 2020 12:47:19 -0300 http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/294/?codevat-e-entidades-divulgam-nota-em-manifestacao-ao-fechamento-da-brf.html http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/294/?codevat-e-entidades-divulgam-nota-em-manifestacao-ao-fechamento-da-brf.html
Excelentíssimos Senhores Representantes do Judiciário e do Ministério Público

O Vale do Taquari depende 80% diretamente e indiretamente do agronegócio. É uma região que possui pequenas propriedades agrícolas e da pecuária. No caso da pecuária, esta região, que possui um pouco menos de 2% do território do RS e mais de 3% da população regional, é responsável por 25% da produção de frangos, 15% da produção de suínos e 8% da produção leiteira.

Especificamente em se tratando da produção via integração de frangos e suínos, possui praticamente todos os elos dessas cadeias produtivas. Essa é uma região reconhecidamente identificada com a cadeia de alimentos, pois temos os produtores e temos as indústrias e todos os demais negócios vinculados a estes.

No Estado do RS são 7.500 famílias que produzem frango e 10.272 famílias que produzem suínos. Praticamente um quarto dos animais produzidos no Estado são abatidos no Vale do Taquari. (ASGAV; ACSURS).

Nossas entidades têm clareza das dificuldades enfrentadas por todos nesse momento de pandemia. Somos resilientes e entendemos que, individualmente e em nossos negócios, todos teremos impactos e, o que melhor devemos fazer neste momento, é sermos solidários e trabalharmos coletivamente para minimizar tais impactos.

No entanto, no caso da nossa região e do Estado do RS, temos outro componente que está prejudicando muito a produção da agricultura familiar e da pecuária, que é a estiagem que acontece desde o início do ano. Segundo a EMATER Regional Lajeado e Regional da SEAPDR Estrela, neste momento já temos 33 municípios do Vale do Taquari
que decretaram situação de emergência, com prejuízos já identificados de 50% da produção de grãos e 20% da produção leiteira, o que equivale a 260 milhões de reais de prejuízos na região.

Considerando esse contexto, compreendemos plenamente as ações de todas as instâncias para a proteção da vida de cada indivíduo e realmente não podemos admitir perder ninguém, no entanto, nos sentimos na obrigação de indicar que ações como o fechamento dos frigoríficos têm impacto muito mais do que somente na produção e no conjunto de colaboradores das empresas, que deixam de trabalhar:

- são praticamente 20.000 famílias no Estado do RS que poderão ser afetadas com a
diminuição do abate de animais;
- são milhões de animais hoje alojados e que não poderão ser abatidos (só no caso
da atividade do frigorífico BRF são 7 milhões de frangos nesta condição);

Dessa forma, o Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari – CODEVAT; a Associação de Municípios do Vale do Taquari – AMVAT; a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RS – FETAG; e a Câmara de Indústria e Comércio do Vale do Taquari – CIC/VT, solicitam aos senhores juízes envolvidos neste processo e o Ministério Público, que revejam a decisão de interdição do frigorífico BRF e tomem como ação o mesmo critério utilizado para o frigorífico Minuano, possibilitando assim que 50% da dos empregados atuem e que seja efetivado uma retomada gradual dos trabalhos.

Essa decisão igual às duas empresas possibilita uma ação mais efetiva de enfrentamento ao Covid-19, minimizando os impactos econômicos e sanitários das próprias empresas, mas fundamentalmente, dos produtores rurais que estão com animais alojados, dívidas já assumidas, gastos já efetivados na produção e muitos frangos e suínos prontos
para o abate.

Queremos aqui salientar nossa total concordância com o esforço para que evitemos as aglomerações e a escalada das contaminações por coronavírus, mas salientamos a necessidade de equilibrarmos essas ações levando em conta os impactos na vida e na saúde dos produtores rurais e de suas famílias.

Agradecemos e permanecemos a disposição!

Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari – CODEVAT
Associação de Municípios do Vale do Taquari – AMVAT
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RS – FETAG
Câmara de Indústria e Comércio do Vale do Taquari – CIC/VT]]>
Campanha Unidos a gente pode mais! Fri, 24 Apr 2020 09:39:16 -0300 http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/293/?campanha-unidos-a-gente-pode-mais.html http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/293/?campanha-unidos-a-gente-pode-mais.html
“No momento que estamos vivendo, que é tão delicado em se tratando de saúde da nossa sociedade, na economia nós temos que trabalhar de uma forma colaborativa em prol da nossa região. Então, uma campanha de valorização da região, de valorização dos produtos e serviços regionais é uma forma, também, de nós incentivarmos a sociedade e os negócios do Vale do Taquari — assim minimizando os impactos econômicos dessa pandemia. Nessas condições são mantidos empregos e a geração de renda e diminuímos os impactos sociais e econômicos da pandemia nas nossas cidades. Queremos sensibilizar a sociedade e sensibilizar para que valorizem o Vale do Taquari, porque todos nós precisamos disso nesse momento”.]]>
Codevat participa de encontro da Assembleia que sugere criação de comitê de crise para estiagem Mon, 06 Apr 2020 19:43:42 -0300 http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/292/?codevat-participa-de-encontro-da-assembleia-que-sugere-criacao-de-comite-de-crise-para-estiagem.html http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/292/?codevat-participa-de-encontro-da-assembleia-que-sugere-criacao-de-comite-de-crise-para-estiagem.html A estiagem que assola o Rio Grande do Sul há mais de cinco meses têm desdobramentos drásticos, tornando o Estado o mais afetado pela seca no Brasil. É um problema que compete pela atenção das autoridades com a pandemia de Covid-19. Para tratar do tema, na última sexta (3), e sobre os prejuízos da estiagem no RS, entidades estiveram reunidas virtualmente num encontro que contou com a presença do secretário estadual de Agricultura, Luis Covatti Filho.

O principal encaminhamento do grupo foi solicitar ao governo estadual, sob a forma de uma medida urgente, a criação de um comitê de emergência no centro do governo que trate da estiagem, semelhante ao criado para tratar das políticas para a pandemia. Na avaliação das diversas entidades representativas presentes e dos parlamentares, a estiagem causará prejuízos sociais e econômicos na proporção da Covid-19.

Também foi sugerido como segundo ponto a unificação das pautas das entidades da agricultura familiar para os governos estadual e federal:

Para o Governo Estadual:
— Situação dos empréstimos FEAPER, FUNTERRA,
— Programa troca - troca de sementes,
— Implementação do Programa Estadual de Aquisição de Alimentos com recursos que estão disponíveis,
— Auxílio renda aos mais pobres do campo,
— Apoio para viabilização de água às famílias rurais em parceria com os municípios.

Para o Governo Federal:
— Aplicação imediata ao estabelecido pela legislação do crédito rural por todas as instituições bancárias no que diz respeito a todos os financiamentos agrícolas,
— Linha de crédito de recuperação aos agricultores familiares, sem juros e, com prazo de investimento,
— Bolsa Estiagem para os agricultores familiares pelo prazo de quatro meses,
— Linha de crédito especial para as cooperativas, contemplando também as pequenas que se encontram em situação de endividamento e oferta de milho na modalidade de venda a balcão pela CONAB.

As deliberações serão encaminhadas no início da semana aos governos estadual e federal.

A reunião virtual contou com a participação de deputados federal Elvino Bohn Gass, e estaduais Edson Brum (MDB), Edegar Pretto (PT), Elton Weber (PSB), Fetag, Fetraf, MPA, Unicafes, MPA, Fecoagro, Emater, Conab, Mapa, Famurgs, Consea, Codevat, Ocergs, Gabinete Senador Paim, grupo que discute o tema no Vale do Taquari e representações de deputados estaduais e federais.

Texto: Marcela Santos/Gabinete do Dep. Zé Nunes — Lucas George Wendt/Codevat

Foto: divulgação 

]]>
Fórum dos Coredes RS reavalia pagamentos em atraso da Consulta Popular, Saúde recebe em 2020 Thu, 02 Apr 2020 12:45:03 -0300 http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/291/?forum-dos-coredes-rs-reavalia-pagamentos-em-atraso-da-consulta-popular-saude-recebe-em-2020.html http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/291/?forum-dos-coredes-rs-reavalia-pagamentos-em-atraso-da-consulta-popular-saude-recebe-em-2020.html
Entenda
O Estado deve aos Coredes R$ 30 milhões da Consulta Popular 2018/2019. Entre os anos de 2020, 2021 e 2022 a soma seria paga com emendas parlamentares em parcelas de R$ 10 milhões ao ano, numa ordem que colocava a Agricultura como a primeira área a ter valores destinados, já em 2020. Dessa forma, ao adiantar o pagamento para a Saúde, a Agricultura receberá a sua soma em 2021. As entidades que esperavam receber valores em 2020 está assegurado o pagamento no próximo ano.

Vale do Taquari
Para a presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari, Cintia Agostini, tanto a Agricultura, em razão da estiagem que perpassa o RS, quando a Saúde, são áreas sensíveis agora. “Numa ordem de prioridade definimos por realocar os valores, invertendo a ordem de pagamento e priorizando a Saúde, neste momento”. Hospitais em Lajeado, Encantado, Nova Bréscia, Marques de Souza, Bom Retiro do Sul, Arroio do Meio e Progresso vão receber valores, que totalizam cerca de R$ 370 mil. “É o que é possível de ser feito neste momento pelos nossos Conselhos”.

Lajeado — R$ 127 mil
Arroio do Meio — R$ 78 mil
Progresso — R$ 45 mil
Encantado —R$ 35 mil
Bom Retiro do Sul — R$ 33 mil
Marques de Souza — R$ 30 mil
Nova Bréscia — R$ 25 mil
Estrela — Já teve o valor quitado pelo Estado anteriormente

O valor do repasse considera o número de leitos disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os valores deverão ser creditados aos municípios em breve.

Texto: Lucas George Wendt/Codevat]]>
COMUNICADO Tue, 31 Mar 2020 14:44:51 -0300 http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/290/?comunicado.html http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/290/?comunicado.html
No dia 20 de março foi encaminhado um formulário aos membros para a manfestação de aceite da postergação do mandato da atual diretoria do Codevat, pelo período de 4 meses, a contar do dia de hoje (31 de março).
Depois do prazo de 10 dias estipulado para a manifestação, o Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari comunica que a Assembleia Geral aprovou a postergação do mandato da Diretoria Atual por mais 4 meses, a contar da data de hoje.
No mês de julho o processo eleitoral será realizado, de acordo com o estatuto.

Agradecemos e nos colocamos a disposição.

Atenciosamente,]]>
Codevat funciona em home office Mon, 23 Mar 2020 12:04:36 -0300 http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/289/?codevat-funciona-em-home-office.html http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/289/?codevat-funciona-em-home-office.html
Os contatos podem ser feitos pelo e-mail codevat@univates.br e, também, pelo telefone (51) 3714-7023. O trabalho em home office será desempenhado por prazo indeterminado.

Confira aqui as ações da Univates, sede do Codevat, em relação ao Covid-19. ]]>
VOTAÇÃO ONLINE - Postergação da Assembleia Geral Ordinária Fri, 20 Mar 2020 12:09:21 -0300 http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/288/?votacao-online---postergacao-da-assembleia-geral-ordinaria.html http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/288/?votacao-online---postergacao-da-assembleia-geral-ordinaria.html Caros membros da Assembleia Geral do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari - CODEVAT.

Neste mês de março oficialmente vence o período de mandato dessa diretoria do Codevat (2018-2020). No entanto, considerando o Decreto 55.128, de 19 de março, do Governo do Estado e demais ações para evitar aglomerações de todas as Instituições públicas e privadas, não faremos nossa Assembleia conforme previsto estatutariamente. Apesar disso, precisamos e queremos estar formalmente organizados para continuar nossas ações, mesmo de forma virtualizada.
𝐀𝐬𝐬𝐢𝐦, 𝐞𝐬𝐭𝐚𝐦𝐨𝐬 𝐬𝐨𝐥𝐢𝐜𝐢𝐭𝐚𝐧𝐝𝐨 𝐚 𝐭𝐨𝐝𝐨𝐬 𝐨𝐬 𝐦𝐞𝐦𝐛𝐫𝐨𝐬 𝐝𝐨 𝐂𝐨𝐝𝐞𝐯𝐚𝐭 𝐪𝐮𝐞 𝐬𝐞 𝐦𝐚𝐧𝐢𝐟𝐞𝐬𝐭𝐞𝐦 𝐚 𝐫𝐞𝐬𝐩𝐞𝐢𝐭𝐨 𝐝𝐚 𝐩𝐨𝐬𝐬𝐢𝐛𝐢𝐥𝐢𝐝𝐚𝐝𝐞 𝐝𝐞 𝐩𝐨𝐬𝐭𝐞𝐫𝐠𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐝𝐚 𝐚𝐭𝐮𝐚𝐥 𝐝𝐢𝐫𝐞𝐭𝐨𝐫𝐢𝐚 𝐝𝐨 𝐂𝐨𝐝𝐞𝐯𝐚𝐭, 𝐞𝐱𝐜𝐞𝐩𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚𝐥𝐦𝐞𝐧𝐭𝐞, 𝐩𝐞𝐥𝐨 𝐩𝐞𝐫𝐢́𝐨𝐝𝐨 𝐝𝐞 𝐦𝐚𝐢𝐬 𝟒 (𝐪𝐮𝐚𝐭𝐫𝐨) 𝐦𝐞𝐬𝐞𝐬, 𝐚 𝐜𝐨𝐧𝐭𝐚𝐫 𝐝𝐞 𝟑𝟏 𝐝𝐞 𝐦𝐚𝐫𝐜̧𝐨, 𝐝𝐚𝐭𝐚 𝐧𝐚 𝐪𝐮𝐚𝐥 𝐯𝐞𝐧𝐜𝐞𝐫𝐢𝐚 𝐞𝐬𝐭𝐞 𝐦𝐚𝐧𝐝𝐚𝐭𝐨.
Consideramos que este seja o período ideal para o enfrentamento da pandemia e a não coincidência da eleição durante o processo de votação da Consulta Popular (previamente prevista para o início de julho).

𝗣𝗲𝗱𝗶𝗺𝗼𝘀 𝗮 𝘁𝗼𝗱𝗼𝘀 𝗼𝘀 𝗺𝗲𝗺𝗯𝗿𝗼𝘀 𝗲𝘀𝘁𝗮𝘁𝘂𝘁𝗮́𝗿𝗶𝗼𝘀 𝗾𝘂𝗲 𝘀𝗲 𝗺𝗮𝗻𝗶𝗳𝗲𝘀𝘁𝗲𝗺 𝗰𝗼𝗺 𝘀𝘂𝗮 𝗽𝗼𝘀𝗶𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗶𝗻𝗱𝗶𝗰𝗮𝗻𝗱𝗼 𝘀𝗲 𝗰𝗼𝗻𝗰𝗼𝗿𝗱𝗮𝗺 𝗼𝘂 𝗻𝗮̃𝗼 𝗰𝗼𝗺 𝗮 𝗽𝗼𝘀𝘁𝗲𝗿𝗴𝗮𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗱𝗮 𝗗𝗶𝗿𝗲𝘁𝗼𝗿𝗶𝗮 𝗱𝗼 𝗖𝗼𝗱𝗲𝘃𝗮𝘁 𝗽𝗼𝗿 𝗲𝘀𝘀𝗲𝘀 𝟰 (𝗾𝘂𝗮𝘁𝗿𝗼) 𝗺𝗲𝘀𝗲𝘀 𝗮𝘁𝗲́ 𝗼 𝗱𝗶𝗮 𝟯𝟬 𝗱𝗲 𝗺𝗮𝗿𝗰̧𝗼.
Confira o recado da presidente do Codevat, Cíntia Agostini no vídeo. Acesse o link do formulario em: https://forms.gle/NrPRoQXoHjQuYkV2A
Agradecemos e nos colocamos a disposição.

Atenciosamente,



]]>
Codevat planeja 2020 em reunião Sun, 08 Dec 2019 16:47:40 -0300 http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/287/?codevat-planeja-2020-em-reuniao.html http://codevat.org.br/noticia/visualizar/id/287/?codevat-planeja-2020-em-reuniao.html
Entre as pautas do Conselho para o 2020, estão temas como a Empresa Gaúcha de Rodovias e os pedágios estaduais. A presidente do Codevat Cintia Agostini comenta que respostas por parte do Governo do Estado em relação a questão são necessárias. “A gente vai articular o tema porque a região precisa de respostas. Precisa saber o que vai acontecer. Como nós vamos proceder, já que o Governo do Estado indica que EGR vai encerrar suas atividades? E até lá, como fica o atendimento? Como vai se dar a transição e como vai ser a ação?”, são alguns dos questionamentos do grupo.

O Aeródromo e o Porto de Estrela também estiveram em discussão. Ambas as estruturas, localizadas em Estrela, têm forte apelo regional. “Apoiando o aeródromo regional estão todas as entidades do Vale do Taquari. Estamos oferecendo apoio, também, ao tema do Porto de Estrela, para um uso diferenciado daquele território e aí se trabalhar com outras perspectivas — para depois vermos se o Vale, por exemplo, consegue avançar para o uso do modal hidroviário”, explica.

A inovação em pequenas cidades e projetos regionais fez parte das discussões. “Temos que debater, inclusive, particularidades dos municípios para que eles possam se inserir nesse processo. Temos que estar muito ativos nesse tema”, observa a presidente. Ainda na temática das pequenas cidades, o Codevat vai acompanhar o andamento da proposta de extinção dos pequenos municípios do Brasil — que terá reflexos amplos na região, caso seja aprovada no futuro. “Entendemos que não é o melhor caminho”, diz ela.

O início das atividades do Grupo de Trabalho Paritário da Concessão da Rodovia da Integração do Sul ganhou espaço na reunião. Serão ouvidos os usuários e formado um grupo técnico para o desenvolvimento das atividades de acompanhamento da Concessão. “Vamos, a partir desse grupo técnico, apoiar a representação que temos no Grupo de Trabalho Paritário e trabalhar com o tema da Concessão”.

Sobre as telecomunicações, a presidente comenta que esse foi um tema que avançou muito pouco em 2019. “Então nós queremos nos articular com outras entidades, inclusive de nível estadual e parceiras nossas, como federações estaduais, para que a gente pressione o Congresso para mudar a legislação vigente. Só isso que va fazer acontecer algum tipo de mudança no tema das telecomunicações”, argumenta ela. “Nós tentamos o Ministério Público. Nós tentamos Procon. Nós fomos até a esfera Estadual. Todos os nossos argumentos com as entidades acabam esbarrando na perspectiva na legislação vigente. Então o que tem que se fazer é mudar a legislação”, diz a presidente. O Codevat quer gerar um grande debate sobre as telecomunicações, pois esse tema não é importante apenas para o Vale do Taquari.

Outro tema que se trouxe à pauta foi a energia elétrica no Vale que, apesar dos avanços que se teve em momentos anteriores, ainda apresenta problemas na região. Segundo a presidente do Codevat, fontes de energia alternativas podem ser a saída emergente.

A fuga de talentos para outras áreas geográficas e mesmo outros tipos de atividades, que acontece tanto do meio urbano como do meio rural no Vale, foi parte das discussões. “Podemos constituir o Conselho enquanto entidade a liderar e esse tema”, diz Cintia. “A partir daí, contribuir para criação de estratégias, linhas de ação dos municípios para que eles tenham maneiras de manter e reter talentos, e de propor a associação familiar nas nossas propriedades. O conselho pode ser um grande articulador disso”, projeta presidente.

O turismo na região e como potencializar o segmento e a sequência das atividades do programa de governo Inova RS fecharam as discussões da reunião.

Texto: Lucas George Wendt/Codevat
Foto: Divulgação]]>